Voltando para a Casa do Pai

 

Hoje eu ia escrever sobre outro assunto, mas me veio na cabeça essa tema, aliás é um tema bem discutido nas igrejas.

Usarei a parábola do filho pródigo que é a mais conhecida.

11  E disse: Um certo homem tinha dois filhos;

12  E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda.

13  E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente.

14  E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades.

15  E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos.

16  E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada.

 

Essa primeira parte dessa passagem mostra que aquele filho tinha um sonho, sim ! Mas não tinha juízo! Queria sair da casa do pai achando que sabia tudo da vida, não queria mais viver sobre suas ordens, por isso decidiu partir. Quantas vezes somos assim? Achamos que sabemos de tudo, não aceitamos conselhos. Queremos viver nossa vida no simples pensamento : “EU POSSO”. Só que se você não tiver orientação da vida, acabará se perdendo. As vezes ficamos cegos com algumas situações. Ou até mesmo nosso desejo de auto suficiência prevalece. Quando o filho foi gastar tudo o que tinha ele saiu da supervisão do pai, que antes o protegia. Foi buscar seus próprios interesses, vivendo longe dos conselhos e com isso conseguiu uma vida de tristeza, angústia e solidão.

 

7  E, tornando em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome!

18  Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti;

19  Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros.

20  E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou.

 

Aqui mostra que o filho caiu em si, entendo que se arrependeu das coisas que fez, e voltou para seu pai. O filho estava esperando que o pai o ignora-se mas este recebeu com um intenso amor. Assim também é o nosso relacionamento com Deus. Pois ele ama seus filhos, e não quer que nenhum se perca ou se afaste dele. Ele ama tanto que deu seu único filho Jesus para que nos salvássemos . Voltássemos para ele, reconhecendo nosso pecado e pedindo perdão.

Então hoje quero te dizer o seguinte, não existe vida longe de Deus! Por mais que você pense ao contrário! Talvez fosse esteja pensando ao ler isto, “mais um papo de crente” não é ! Pare e pense ! Quantas desilusões você já teve? Quantas amarguras? Se sente sozinho? Fez escolhas erradas? Quando você acha que vai conseguir, mas no fim da tudo errado? Você já pensou por que veio ao mundo? Para onde vai depois dessa vida? Ou se existe outra vida além dessa? Talvez uma dessas questões tenha inquietado seu coração…. Mas quero te dizer, se você voltar para os braços do pai, ele ta te esperando! Para viver a mais maravilhosa vida! Querido(a) não fique pensando muito! Volte hoje! Não importa o que você fez de errado, não importa se as pessoas te condenam ! Deus jamais vai te condenar!

Deus abençoe !

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: